• Este blog nasceu para ser um ponto de encontro com as pessoas que buscam sempre um jeito novo de serem excelentes em todas as faces da vida. “Porque a excelência é sempre o melhor caminho!”

Atestado de hábito ou de óbito?

Atestado de hábito ou de óbito?
Resultados incríveis no trabalho e na vida pessoal são consequência de um padrão de comportamento sustentavelmente vencedor. Cultivar resultados surpreendentes é o primeiro passo para que eles saiam do mundo das ideias e virem realidade.

Certa vez perguntaram a Aristóteles o que significava excelência. Em resposta ele disse uma frase que marcaria para sempre o pensamento da humanidade; “Nós somos aquilo que fazemos repetidamente, portanto excelência não é um ato, mas sim um hábito.”

Aristóteles apontou para um dos elementos mais potentes e transformadores de nossa vida: o hábito. Com frequência percebemos o quanto uma grande parcela da população sofre com a triste constatação de que após muitos anos de luta, a felicidade e a plenitude ainda são como cabeça de bacalhau, pois apesar de sabermos que existem não as vemos com frequência.

Resultados incríveis no trabalho e na vida pessoal são consequência de um padrão de comportamento sustentavelmente vencedor. Cultivar resultados surpreendentes é o primeiro passo para que eles saiam do mundo das ideias e virem realidade. Uma semente precisa de tempo e condições favoráveis para germinar. Até os feijões de nossas experiências da pré-escola levaram alguns dias para brotar no algodão úmido dentro do copinho de café.

Se tomarmos como exemplo um aspecto de nossa saúde como a manutenção do peso ideal, veremos que ninguém ganha 30 quilos em apenas um dia de pastel, pipoca e feijoada. O sobrepeso geralmente é consequência de um processo de alimentação, que através de uma dieta fora de controle, vai a cada dia incrementando alguns poucos gramas ao peso da pessoa, que para garantir alguns breves momentos de prazer, conscientes ou não, acaba abrindo mão das consequências. Precisamos lembrar que nos transformamos naquilo que comemos...

Com o apoio da matemática percebemos que 100 pequenas novas gramas por dia me garantem ao final de um mês o adicional de 3 quilos ao meu peso. Seguindo neste ritmo, ao final de um ano precisaremos gerenciar a visita indesejada de 36 novos quilos que nos acompanharão por todos os lugares, principalmente diante do espelho.

Seria engraçado se não fosse trágico o fato de que muitos querem alcançar a tão sonhada paz com o espelho e com o botão da calça jeans, porém seus hábitos parecem estar vivendo , ou melhor, comendo outra realidade.

Gosto muito do Anthony Robbins quando fala que na vida podemos escolher entre dois tipos de dor: a dor da disciplina ou a dor do arrependimento. Qual dessas duas te aproximará mais de alcançar seus objetivos? O Bernardinho diz que a disciplina no hábito é a ponto que conecta os sonhos e sua realização.

Confesso que é um grande desafio manter a chama acesa, pois às vezes o edredom pesa mais que o supino da academia. Porém, ao olhar para os meus resultados fico muito feliz ao perceber que optar pelos pequenos hábitos coerentes, me faz alcançar diariamente uma porção generosa de realização e felicidade!

Mudar hábitos que ao longo da vida sabotam a felicidade é uma tarefa ao alcance de qualquer pessoa, desde que tenha se decidido pela excelência. Quem quer ser excelente precisa escolher o atestado que receberá ao final do dia... De hábito, ou de óbito!

>Lembre-se que são as pedras pequenas que nos fazem tropeçar, pois não as enxergamos com facilidade. A tomada de decisão é a força que modela o futuro, portanto eu hoje me decido pela excelência... e você?

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.